Exemplo de curriculum vitae para estudante

Exemplo de curriculum vitae para estudante

Há diversas situações em que um estudante pode precisar de criar um curriculum vitae (CV): quando está prestes a terminar o curso e pretende conseguir emprego ou candidatar-se a outro curso, para obter um estágio, para se candidatar a uma bolsa de investigação, entre outros. Se estás nesta situação e não sabes por onde começar, fica descansado(a), pois estás no sítio certo. Neste artigo vamos dizer-te tudo sobre como criar um curriculum vitae para estudante.

Secções-chave a incluir num curriculum vitae para estudante

Qualquer curriculum vitae é constituído por secções que apresentam diferentes aspetos relevantes sobre o teu perfil enquanto profissional. As secções a incluir no curriculum vitae de um estudante são as seguintes:

Informações pessoais

As informações pessoais contêm dados que te identificam e permitem que o recrutador te contacte caso pretenda convidar-te para uma entrevista. Os dados obrigatórios são: nome, número de telefone e endereço de e-mail. Também podes colocar outros, como o endereço do LinkedIn, a tua morada, naturalidade, nacionalidade, ligação para um portfólio ou website, etc.

Exemplo:

Nome: Marina Marques
Telefone: +351 985 301 410
E-mail: marina_marques@xyz.com
LinkedIn: linkedin.com/in/mar-marques

Objetivo/resumo

Esta seção resume-se a um parágrafo, colocado no topo do curriculum vitae para estudante, para lhe dar maior destaque. Deves mencionar os teus pontos-fortes mais relevantes, que para um(a) estudante tendem a ser as competências e a educação em curso, e o teu objetivo.

Exemplo:

Estudante do 4.º ano da licenciatura em Acupuntura no Instituto Politécnico de Setúbal. Procuro um estágio numa clínica de acupuntura para adquirir experiência prática e complementar a minha formação. Tenho um forte conhecimento dos meridianos e pontos de acupuntura, bem como da fitoterapia e nutrição da Medicina Tradicional Chinesa. Sou empática, atenciosa, organizada e tenho uma grande paixão por esta área.

Educação

Os candidatos com experiência profissional colocam a secção de Educação a seguir à de Experiência Profissional, porém, num curriculum vitae para estudante a Educação é colocada em primeiro lugar por os estudantes raramente terem uma experiência profissional significativa. Se fores trabalhador-estudante, deves considerar se a tua experiência é relevante para o cargo que queres obter; se não for, como no caso de quem pretende mudar de área profissional, colocar a secção de Educação primeiro será a melhor opção.

Nesta secção, para cada bloco de educação, deves colocar o grau e a designação do curso, a instituição onde andas a tirá-lo, a data de início e de término (que no teu caso será “Presente”) e uma descrição com aspetos relevantes, como:

  • A média até à data (se for favorável);
  • Participação em grupos de estudo ou clubes;
  • Projetos relevantes;
  • Participação na organização de conferências;
  • Disciplinas de destaque

Geralmente, não se coloca mais do que dois blocos de educação.

Exemplo:

Licenciatura em Acupuntura
Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Setúbal
Setembro de 2020 - Presente

  • Membro do Clube de estudo avançado de meridianos;
  • Participação num projeto de estudo da acupuntura no controlo da dor;
  • Disciplinas mais relevantes: Diagnóstico em Acupuntura, Meridianos, Pontos e Técnicas em Acupuntura; Prática Clínica.
  • Média até à data: 16 valores.

Experiência profissional

A maioria dos estudantes não tem uma experiência profissional significativa, porém é possível colocar outras experiências nesta secção para enriquecer o teu curriculum vitae para estudante. As experiências que podes colocar são:

  • Estágios: Os estágios são uma ótima fonte de experiência para estudantes ao dar-lhes um primeiro contacto com o mundo do trabalho.
  • Trabalhos de verão: Muitos estudantes trabalham no verão. Ainda que não seja na área dos teus estudos, um trabalho de verão demonstra a tua vontade de trabalhar e de aprender.
  • Trabalho a tempo parcial: Se trabalhas ou trabalhaste em part-time, podes incluir isso como experiência profissional.
  • Trabalho freelancer: O trabalho independente também é uma boa forma de experiência profissional, por demonstrar qualidades como flexibilidade e autonomia.

Colocar a experiência profissional é muito simples, basta indicar o cargo e o nome da empresa, a data de início e de término e uma descrição das tuas funções e realizações.

Exemplo:

Estágio curricular na Clínica “A Cura do Oriente”
Janeiro de 2024 - março de 2024

  • Diagnóstico e elaboração de planos de tratamento de Medicina Tradicional Chinesa, sob a supervisão da Dra. Carla Nunes.
  • Realização de acupuntura e massagem Tui-na.
  • Tratamento de uma senhora com dor crónica lombar que resultou numa redução de 70% na dor.

Competências

As competências são aptidões que possuis e que são importantes para realizar corretamente o teu trabalho. Esta é uma secção fundamental no curriculum vitae de um estudante. Geralmente, as competências dividem-se em duas categorias:

  • Pessoais: São características que definem como um indivíduo se comporta no ambiente de trabalho. Algumas competências pessoais incluem: capacidade de organização, liderança, trabalho em equipa, flexibilidade, etc.
  • Técnicas: São habilidades e conhecimentos específicos de uma área profissional ou função. Adquirem-se no percurso académico, formações, experiência profissional e por interesse pessoal. Alguns exemplos são: programar em Python, a capacidade de elaborar relatórios financeiros, dançar bachata, saber estofar, mecânica automóvel…

Normalmente, insere-se no máximo 6 competências, pelo que é importante que seleciones as mais importantes para cada trabalho a que te candidatares.

Exemplo:

  • Acupuntura;
  • Diagnóstico de Medicina Tradicional Chinesa;
  • Massagem Tui na;
  • Empatia;
  • Organização;
  • Flexibilidade.

Outras secções

Um curriculum vitae para estudante tende a ser pequeno devido à parca experiência profissional. Para compensar isso, além das secções indicadas acima, existem outras opcionais que podes adicionar para enriquecer o teu documento. Algumas delas são:

  • Certificados: Os certificados são experiências educativas que não fazem parte do percurso educativo principal. Trata-se de formações, workshops, bem como cursos de curta e longa duração.
  • Idiomas: A secção de idiomas ou línguas é muito comum nos CV em Portugal. Nela, podes colocar os idiomas que conheces e o teu grau de domínio. Se fores estudante de línguas, podes detalhar esta secção, indicando o teu nível de entendimento, produção oral e escrita.
  • Hobbies e interesses: Algumas atividades pessoais podem resultar no desenvolvimento de competências importantes para o trabalho. Jogar numa equipa desportiva, por exemplo, pode mostrar que tens espírito de equipa, capacidade de cooperação, foco e dedicação.
  • Voluntariado: Cada vez mais importante nos curriculum vitae, o voluntariado mostra compromisso para com causas importantes para a sociedade. A capacidade de se comprometer é também importante para as empresas.

Dicas para criares o teu curriculum vitae para estudante

Agora que sabes quais as secções que deves colocar no teu curriculum vitae para estudantes, deixamos-te algumas dicas importantes para torná-lo mais atrativo e eficaz.

Formato

Existem dois tipos de formato que podes escolher para o teu curriculum vitae para estudante: cronológico e funcional. O cronológico é o usado na esmagadora maioria dos casos e segue a estrutura mencionada acima. Caracteriza-se por apresentar a experiência profissional e a educação por ordem cronológica inversa, ou seja, das experiências mais recentes para as mais antigas. Isto visa destacar as experiências mais recentes.

O formato funcional centra-se na secção de competências, dando menos relevância às demais. Num documento deste tipo, não nos limitamos a mencionar as competências, mas damos detalhes sobre as mesmas, como onde foram desenvolvidas e aplicadas. Também são colocadas as secções de experiência profissional e educação após a de competências, mas estas não incluem descrição nem precisam de estar por ordem cronológica.

Se é verdade que um CV funcional pode ser adequado para um estudante, uma vez que permite deixar para segundo plano a experiência profissional, na prática, em Portugal, é raro usar-se tal documento. Por isso, na dúvida, opta pelo curriculum vitae cronológico.

Escolhe um modelo adequado

Existem diversos modelos de curriculum vitae disponíveis online, tanto sob a forma de ficheiros Word como em geradores de CV. É altamente recomendável que passes algum tempo a procurar um modelo de qualidade, já que muitos são demasiado básicos e até antiquados. Dá preferência a um documento moderno, que reflita a tua juventude, como os que podes encontrar no CVwizard.

Assim que escolheres um modelo, adapta-o para se tornar mais “teu”. Podes alterar o jogo de cores, o tipo e tamanho de letra, o espaçamento entre linhas… Como um curriculum vitae para estudante tende a ser pequeno, podes aumentar um pouco o tamanho da letra e o espaçamento entre linhas, mas sem exagerar.

Personaliza o documento

A personalização é a chave para maximizar as tuas hipóteses de sucesso e quando falamos em personalizar, referimo-nos a alterar o teu curriculum vitae para responder especificamente a cada oferta de trabalho a que te candidatas. Para fazeres isto, deves criar um curriculum vitae básico, que vais alterar com expressões ou palavras-chave encontradas em cada anúncio específico. Podes, por exemplo, adaptar as tuas competências, incluindo as que o anúncio pede (caso as possuas, obviamente).

Quantifica as tuas realizações

Nas descrições dos diferentes blocos de experiência profissional, ao invés de colocares algo como “Aumentei as vendas”, certifica-te de incluir números, para dar mais credibilidade, e de justificar como o fizeste. Podes colocar algo como “Aumentei as vendas em 20% através da implementação de um novo método de marketing por e-mail”.

Curriculum vitae para estudantes: abre as portas ao futuro!

Fazer um curriculum vitae para estudante pode parecer um desafio enorme, mas com as nossas dicas podes ter a certeza de que terás um documento impecável. Não te esqueças de:

  • Inserir todas as secções relevantes;
  • Dar destaque à secção de Educação;
  • Escolher o modelo certo e personalizar o documento para cada oportunidade.

Convidamos-te a dar uma vista de olhos ao nosso exemplo de curriculum vitae para estudante, bem como aos nossos outros exemplos de curriculum vitae, para teres uma noção mais concreta de como criar um curriculum vitae de qualidade. Também podes visitar os nossos artigos, onde te explicamos tudo sobre qualquer aspeto da criação de um curriculum vitae ou carta de apresentação.

Partilhar via:

Cause uma boa impressão com o seu curriculum vitae.

Crie e descarregue um curriculum vitae profissional de forma fácil e rápida.

Criar curriculum vitae