As 10 melhores dicas para curriculum vitae

10 dicas para curriculum vitae: crie um documento eficaz

Preparar um currículo ou curriculum vitae (CV) não é difícil, porém, otimizar este documento para lhe dar mais hipóteses de ser chamado para uma entrevista pode ser algo um pouco mais complicado. Para tornar o seu documento mais eficaz, deixamos-lhe uma lista com as 10 dicas de curriculum vitae mais importantes. Ao aplicá-las aumentará bastante a sua probabilidade de sucesso.

1. Assegure-se de ter as informações pessoais corretas

Começar esta lista de dicas para curriculum vitae com este conselho pode parecer estranho, porém, não acreditaria na quantidade de currículos cujas informações pessoais/de contacto estão incorretas. Estas informações incluem o seu nome, número de telefone, endereço de e-mail e, eventualmente, o seu perfil do LinkedIn e morada, e são extremamente importantes, pois permitem que o recrutador o identifique e o contacte caso pretenda marcar uma entrevista. Caso estes dados estejam incorretos, o recrutador pode ter dificuldade em entrar em contacto e abandonar a sua candidatura.

Também é de extrema importância verificar se estas informações estão atualizadas, caso tenha mudado de número de telefone ou endereço de e-mail, por exemplo.

2. Personalize o seu curriculum vitae

A segunda dica desta lista de dicas para curriculum vitae relacionada com o facto de dever sempre adaptar o seu documento a cada oportunidade a que se candidata. Para fazê-lo, siga estes passos:

  1. Comece por criar um curriculum vitae básico com as suas informações mais relevantes, deixando espaço para a adição de elementos adicionais.
  2. Leia atentamente o anúncio de emprego e anote as competências, a experiência e outras qualidades exigidas que possui.
  3. Altere o curriculum vitae, adicionando as competências exigidas que possui. Também pode adicionar empregos que tenha tido que estejam em linha com as exigências, ou simplesmente alterar a descrição dos empregos que já possui no documento para refletirem aspetos pedidos no anúncio.

Ao personalizar o seu documento, aumentará significativamente a probabilidade de ser chamado para uma entrevista. Se decidir escrever uma carta de apresentação, não se esqueça de personalizá-la também. Nos dias que correm, um documento genérico é algo que joga contra si.

3. Prefira uma apresentação cronológica

Muitos currículos apresentam os blocos das secções de experiência profissional e educação de forma aleatória, porém esta prática não é a mais adequada. É mais correto apresentar os blocos por ordem cronológica inversa, ou seja, com o mais recente no topo e daí descendo para os mais antigos. Isto destaca as suas experiências mais recentes, o que é recomendado na maioria das candidaturas. Além disso, ao colocar as informações desta forma fará com que seja mais fácil para o recrutador entender o seu percurso profissional.

Não obstante o referido anteriormente, em alguns casos, pode ser desejável destacar uma experiência profissional ou título académico que não seja o mais recente. Neste caso, é possível colocar esse bloco em primeiro lugar, mantendo a ordem cronológica inversa nos restantes blocos.

4. Não minta ou exagere

É comum dizer-se que “a mentira tem perna curta” e isto é bem verdade no mercado de trabalho. Ao mentir ou exagerar nas suas competências, ou experiência profissional, poderá, de facto, aumentar as suas hipóteses de ser chamado para uma entrevista. Porém, o problema começará logo aí, na entrevista, se lhe for solicitado que descreva pormenorizadamente uma experiência que não teve. Mesmo que passe na entrevista e seja selecionado, terá outro problema: mostrar que sabe fazer algo que, na realidade, não sabe. Na esmagadora maioria dos casos isto resulta em despedimento e mancha a reputação profissional de um candidato, razão pela qual deve ser honesto. 

Caso esteja mesmo interessado no trabalho, pode, por exemplo, indicar na carta de apresentação que não possui uma competência, mas que está a trabalhar para a obter, evitando mentiras ou exageros que só trazem problemas à sua carreira. Ao aplicar estas dicas para curriculum vitae também tornará o seu documento mais atrativo.

5. Design atrativo e profissional

A quinta dica deste conjunto de dicas para curriculum vitae está relacionada com o facto de que “os olhos também comem”. O primeiro impacto causado pelo design do seu documento marcará o “tom” com que o recrutador olhará para ele, pelo que é extremamente importante que escolha um design atrativo e profissional.

Comece por experimentar diversos modelos de curriculum vitae, para ver qual o mais adequado para o seu caso. Também pode alterar o jogo de cores, o tipo e tamanho de letra e os espaçamentos, caso julgue que tal melhore o aspeto do documento. Em qualquer caso, é melhor usar uma plataforma de criação de currículos, caso não tenha competências avançadas de design, para não arriscar criar um documento com aparência amadora. Se criar uma carta de apresentação, assegure-se de que tem o mesmo estilo do curriculum vitae.

Dica de profissional:

A inclusão de ligações para páginas externas é cada vez mais importante num curriculum vitae. Assim, é uma boa ideia colocar uma ligação para o seu perfil no LinkedIn, onde pode explorar melhor algumas das suas competências ou experiências profissionais. Também pode colocar uma ligação para um portfólio, caso seja relevante, ou para o seu site profissional.

6. Destaque os seus resultados

Ao descrever a sua experiência de trabalho, é importante focar-se nos resultados específicos que alcançou, não apenas nas tarefas realizadas. Isto dá uma ideia concreta ao recrutador daquilo que pode trazer para a empresa caso seja contratado. Ao quantificar os seus sucessos com números ou percentagens, como aumentos nas vendas ou melhorias na eficiência, demonstrará claramente o seu impacto em funções anteriores. Esta abordagem reflete uma forma de pensar orientada para resultados, altamente valorizada no mercado de trabalho.

7. Adicione secções opcionais

Além das secções habituais de informações pessoais, resumo, experiência profissional, educação/formação e competências, há um conjunto de outras secções que podem acrescentar valor ao seu perfil, como:

  • Voluntariado: Trabalhar como voluntário demonstra que é alguém ativo e interessado, qualidades importantes para as empresas. Também pode ser excelente para recém-formados, como forma de enriquecer o curriculum vitae.
  • Referências: Adicionar os contactos de pessoas que atestem as suas qualidades e qualificações é algo que dá maior confiança no seu documento. Se o fizer, assegure-se de pedir permissão às suas referências.
  • Hobbies e interesses: Há atividades extratrabalho que podem valorizar o seu perfil caso sejam relevantes. Um interesse por fotografia pode ser útil para um trabalho de design, por exemplo.
  • Idiomas: Apesar de ser opcional, esta secção está presente em quase todos os CV. Indique os idiomas que conhece e o seu grau de domínio.

Se utilizar a ferramenta de criação de curricula vitae do CVwizard, poderá inserir estas e outras secções de uma forma muito simples e personalizá-las para responder da melhor forma às suas necessidades. É a ferramenta ideal para aplicar estas dicas para curriculum vitae.

8. Use palavras-chave

O oitavo conselho da nossa lista de dicas para curriculum vitae está relacionado com o uso de palavras-chave. Muitas empresas usam soluções ATS (“Application Tracking System”), que permitem guardar os CV numa base de dados e que os recrutadores encontrem os mais adequados com base em pesquisas por palavras-chave. O truque aqui é usar o máximo de palavras-chave possível no seu documento para aumentar as possibilidades de o seu documento ser lido. Pode fazer isto ao ler o anúncio de emprego e assegurar-se de usar as mesmas palavras-chave. Por exemplo, se o anúncio referir que pretende um “vendedor”, use essa expressão e não “representante de vendas” no seu curriculum vitae.

9. Mantenha o documento curto

É importante que o seu curriculum vitae não tenha mais do que 2 páginas, para não aborrecer o recrutador. Se criar um documento maior, aumentará a probabilidade de o documento não ser lido. Pode criar um documento curto ao limitar as informações às mais recentes e relevantes para o cargo, ao usar linguagem concisa e direta e através de uma formatação que aproveite bem o espaço do documento.

Lembre-se: o recrutador recebe muitos currículos por dia e não tem tempo para ler documentos longos e detalhados. Destaque as suas habilidades e competências mais relevantes concisamente para aumentar as suas hipóteses de ser chamado para uma entrevista.

“Ao descrever a sua experiência de trabalho, é importante focar-se nos resultados específicos que alcançou, não apenas nas tarefas realizadas.”

10. Reveja o documento

Para finalizar esta lista de dicas para curriculum vitae, é importante referir que deve sempre rever o seu documento antes de o enviar. A revisão visa evitar erros, adicionar ou remover elementos e melhorar o conteúdo e a forma do documento. É muito útil usar uma ferramenta de verificação ortográfica e gramatical para ajudar nesta tarefa, já que permite encontrar erros e corrigi-los facilmente.

Se quiser melhorar a revisão e ter mais certezas, pode pedir a outra pessoa que leia o seu documento e lhe dê sugestões. As pessoas com talento para o design e para a escrita são as mais acertadas para esta tarefa, por isso, se tiver amigos ou familiares com este talento, esta será uma ótima altura para lhes pedir um pequeno favor.

Com estas nossas dicas e guia de curriculum vitae, esperamos que consiga melhorar o seu documento e torná-lo mais atrativo. Não se esqueça de usar a nossa plataforma para conseguir um documento que destaque a sua candidatura da concorrência.

Partilhar via:

Cause uma boa impressão com o seu curriculum vitae.

Crie e descarregue um curriculum vitae profissional de forma fácil e rápida.

Criar curriculum vitae